PUBLICIDADE
Notícias

Ceará e seis estados nordestinos diminuem a dependência dos recursos federais

O resultado é referente ao acumulado de janeiro a agosto deste ano em comparação a igual período de 2016

15:48 | 21/11/2017
O Ceará e mais seis estados do Nordeste ( Alagoas, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) diminuíram a dependência dos recursos federais, no comparativo entre os oito primeiros meses de 2017 e 2016, de acordo com estudo divulgado nesta terça-feira, 21, pelo Banco do Nordeste (BNB).
 
As localidades apresentaram redução no Índice de Dependência Financeira (IDF), que corresponde à relação entre as transferências da União e a receita corrente líquida.

No entanto, o Nordeste se mantém como a região do País com o maior grau de dependência do Governo Federal, uma vez que sua arrecadação representou apenas 63% da receita realizada no período. A média nacional é 82%.

De acordo com levantamento do escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), a dependência dos estados da Região das Transferências Federais é reflexo de uma base econômica ainda incipiente, com alto grau de informalidade nas relações econômicas, que resulta numa arrecadação menor de impostos.
 
O estudo aponta que “as Transferências Federais cumprem um papel ainda vital para o fortalecimento do Nordeste. Contudo, torna-se imprescindível fortalecer as políticas de desenvolvimento regional, com ênfase em estratégias direcionadas para adensar as cadeias produtivas locais.”
 
 
Redação O POVO Online 
TAGS