PUBLICIDADE
Notícias

Setor de serviços recua 1,20% no Ceará em agosto

Restaurantes, hotéis e bares têm crescimento interrompido

12:27 | 17/10/2017

O setor de serviços no Ceará recuou 1,20% em agosto em relação a julho. A variação negativa acumulada de janeiro a agosto ante igual período do ano passado foi de 4,80%. Já a variação do volume de serviços dos últimos 12 meses apresentou recuo de 4,50% no período avaliado. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada nesta terça-feira, 17, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


No âmbito nacional, o setor de serviços apresentou queda de 1% em agosto na comparação com julho. Na comparação com o mesmo mês de 2016, a retração foi de 2,4%. No acumulado de 2017, o setor sofreu retração de 3,8%. Já no resultado dos últimos 12 meses, o encolhimento foi ainda maior, ficando em 4,5%.

 

Após três meses consecutivos de crescimento, o setorde serviços prestados às famílias caiu 4,8% no mês de agosto. Serviços profissionais, administrativos e complementares tiveram variação positiva de 1,6%. Houve aumento de 0,7% no setor de transportes e serviços auxiliares dos transportes e correio.

 

Turismo

As atividades turísticas no Ceará apresentaram queda de 6,8% em agosto, no comparativo com mês de julho deste ano, ainda de acordo com os dados do IBGE. No mesmo período de 2016, a retração do turismo no Estado foi de 0,4%.

 

Além do Ceará, mais dez estados tiveram retração nas atividades turísticas, entre eles Pernambuco (- 8,5%), Rio de Janeiro (- 7,4%), Santa Catarina (-6,1%), Goiás (-5,9%), São Paulo (-3,9%), Rio Grande do Sul (-3,1%), Paraná (-1,2%), Bahia (-0,7%), Distrito Federal (-0,4%) e Minas Gerais (-0,1%). Na média nacional, a queda nas atividades turísticas foi de 3,1%.

 

Brasil

Estabelecimentos como restaurantes, hotéis e bares tiveram o crescimento interrompido em agosto após quatro meses de melhora. De acordo com o gerente da PMS, Roberto Saldanha, o mês de agosto demonstrou baixo consumo e queda generalizada dos serviços em todos os estados do País.

 

Os segmentos que tiveram variações favoráveis foram o transporte aéreo (5,3%) e o transporte aquaviário (3,9%). Os outros serviços prestados às famílias - salão de beleza, academia entre outros -, apresentaram variação estável de 0,1% em agosto.

 

Redação O POVO Online

TAGS