PUBLICIDADE
Notícias

Neste Dia das Mães, consumidores vão priorizar preço na compra dos presentes

Conforme pesquisa da Boa Vista SCPC, o atributo "preço, promoção ou desconto" obteve crescimento de 26% para 43%, de 2016 para 2017. Em contrapartida, intenção de compra cresceu 6 pontos percentuais no período

15:21 | 08/05/2017

No Dia das Mães deste ano, o desejo, necessidade ou utilidade dos presentes ficarão em segundo plano. E o que vai prevalecer na escolha do presente será o preço, aponta pesquisa sobre o comportamento do consumidor da Boa Vista SCPC, divulgada nesta segunda-feira, 8.

Realizada entre os dias 5 e 27 de abril, com 600 entrevistados de todo o Brasil, a pesquisa indica que o atributo “preço, promoção ou desconto” obteve crescimento de 17 pontos percentuais (p.p.), passando de 26% para 43%, ante 2016.

Em seguida, vêm os atributos “necessidade/utilidade de quem irá ganhar o presente” e “qualidade”, com 20% das menções, respectivamente. Só em quarto lugar surge o “desejo da pessoa que irá receber o presente”, com 12% das menções.

No ano passado, “preço, promoção ou desconto” ocupou a terceira posição, atrás de “desejo” e “necessidade/utilidade”.

Valor médio

Ainda de acordo com a pesquisa, de 2016 para 2017, houve um crescimento de 6p.p. na intenção dos entrevistados em, de fato, comprar presentes para mães. Porém, quase metade disse que irá gastar a mesma quantia do presente do ano passado.

Inclusive, o valor médio se manteve o mesmo nos dois anos: R$ 197. No entanto, entre os que disseram que irão gastar na faixa de preço de até R$ 200, foi registrado aumento de 48% para 55% entre os que irão comprar itens com valores de até R$ 100.

Local de compra 

Esse ano, 32% pretendem comprar dois ou mais presentes. O local de compra, preferido (90%) devem ser as lojas físicas, dos quais 41% demonstram preferência por lojas de rua e bairro. Já a opção por lojas de shoppings apresentou uma queda de 13p.p (de 43% para 36%). Apenas 10% devem recorrer à Internet. 

Redação O POVO Online 

TAGS