PUBLICIDADE
Notícias

Liderando a produção de energia eólica na América Latina, Brasil pode ter contas de luz mais baratas

A Região Nordeste é o principal gerador da energia renovável para o País

10:19 | 21/03/2017
O Brasil é o maior gerador de energia éolica da América Latina e o quinto do mundo no ranking mundial de capacidade instalada, de acordo a Global Wind Energy Council (GWEC).
 
Segundo Fábio Lopes Alves, secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia,  a tendência é de que a geração a partir dos ventos aumente nos próximos anos, o que pode baratear as contas de luz no País.

“O Brasil tem sido muito proativo em fontes renováveis, tanto eólica como solar, e tem um programa ambicioso de aumentar essa participação da energia eólica na matriz energética do País. E hoje, mais de 7% de toda a energia produzida no Brasil é de energia eólica. Tem uma tendência de crescimento muito grande”, ressaltou o secretário.

Nordeste lidera a produção

Graças aos fortes ventos, a Região Nordeste é o maior polo de geração de energia eólica do Brasil. De acordo com a a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), o Rio Grande do Norte foi o principal gerador na energia renovável no País em 2016. As usinas do estado nordestino produziram 1.206 MW médios no período, número que representa um aumento de 50% em relação a 2015.

“Hoje no Nordeste, 50% da energia gerada é eólica e a tendência é que isso cresça. O Nordeste têm condição muito favorável de vento. Por conta disso é a região onde hoje existe a maior instalação de parques solares e eólicos”, apontou Fábio Lopes Alves.
 
Redação O POVO Online 

TAGS