PUBLICIDADE
Notícias

Aeris Energy deve gerar 3 mil empregos no Pecém

A companhia de energia eólica já atua há cinco anos no Estado fabricando pás eólicas

09:47 | 07/12/2016
NULL
NULL
[FOTO1]A Aeris Energy, companhia de energia eólica, inaugurou na última terça-feira, 6, no Pecém sua nova fase de expansão no Ceará, o evento também  contou com a presença do governador Camilo Santana. A empresa trabalha há cinco anos fabricando pás eólicas no Estado. Por meio de sua atuação no segmento de energia renovável, o empreendimento tem apresentado impacto positivo para a economia cearense. A expectativa é de que a fabricante alcance os três mil empregos diretos gerados para a população - atualmente, 97% dos funcionários são cearenses.

Até o fim das obras da nova parte de instalações do complexo, a companhia atuava com 2.500 funcionários. Com a inauguração do terceiro galpão, a empresa deve efetuar mais 500 contratações. Para o governador, o surgimento de oportunidades no mercado é algo a ser comemorado, levando em consideração o contexto crise econômica do País.

"É a quarta empresa que se expande ou se instala em nosso Estado nas últimas semanas. Isso é motivo de muito orgulho para nós, principalmente em um momento de crise econômica no país. O Ceará mostra que tem potencial para receber novos investidores e aumentar a geração de empregos para os cearenses", disse o governador. Neste ano, Camilo também visitou as empresas de energia retornável Vestas, Eletra e Grupo Telles.

Fundada em 2010, a nacional Aeris Energy atende a demandas internacionais e busca localizações estratégicas para suas sedes. A Região Nordeste concentra mais da metade do potencial eólico do Brasil. Para entrar na região, a empresa optou por se instalar no Ceará pelas possibilidades proporcionadas na localidade. Esta foi a primeira planta industrial localizada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

"Recebemos convites de outros estados, mas escolhemos o Ceará devido às condições que o Governo nos permitiu. Além disso, a mão de obra que tivemos aqui foi uma grande surpresa e é o que nos faz fincar cada vez mais as raízes no solo cearense", revelou Bruno Vilela, presidente da empresa de pás eólicas. Segundo Bruno, além dos empregos diretos, são gerados milhares de indiretos.
 
"Contamos com cerca de 10 mil colaboradores, somando empregos diretos e indiretos". Vilela também destacou o crescimento de mulheres na indústria - atualmente são mais de 350 colaboradoras diretas na empresa.
 
Redação O POVO Online 

TAGS