PUBLICIDADE
Notícias

Eleição de Trump anima presidente da Toyota

%u201CHoje é o primeiro dia dos Estados Unidos indo para frente", afirmou Steve St. Angelo

17:06 | 09/11/2016
NULL
NULL

A eleição do republicano Donald Trump para a Casa Branca não assustou o setor automotivo, reunido na prévia do Salão do Automóvel de São Paulo para a imprensa. O evento é absolutamente internacional, com 30 marcas apresentando seus produtos para o mercado brasileiro. O mais empolgado é um compatriota de Trump, o presidente-executivo da Toyota para América Latina e Caribe, Steve St. Angelo. “Hoje é o primeiro dia dos Estados Unidos indo para frente", afirmou.

Angelo fez um discurso de exortação à vitória de Trump. “Quando Trump fala 'vamos fazer a América grande', ele não se limita à América de Norte. Pode-se entender América do Norte, América Central e América do Sul”. Palavras do executivo: “ Vamos nos juntar, trabalhar como uma só família, um só time, e fazer uma sociedade muito melhor”.

O diretor-presidente da Porsche do Brasil, o alemão Matthias Brück, foi mais contido. "Espero que o governo americano, como sempre fez nas mudanças de presidentes, adote uma política econômica e de relações exteriores sustentáveis”. Ele disse torcer para que o ambiente de negócios flua. (Jocélio Leal leal@opovo.com.br, enviado a São Paulo)

PEUGEOT
A Peugeot apresenta no Salão de São Paulo o novo 3008. Novidade no Brasil, já fora exibido no Salão de Paris, em outubro. Ele chega às lojas no próximo ano. Trata-se de um SUV, o segmento líder em novidades no mercado. Está mais esportivo. A francesa não revelou preços. Tem 1.6 THP gasolina de 163 cv e 24,5 kgfm. O câmbio é o automático de seis marchas.

Os 4,45 m de comprimento implicam 8 cm a mais em relação ao anterior. Também tem 6,2 cm a mais no entre eixos (2,67 m). A alteração gerou mais espaço interno e volume no porta-malas - 520 litros. São 90 litros a mais. Segundo a Peugeot, 100 kg mais leve do que o antigo. No rol de mimos a bordo, bancos que podem vir com massageadores. O 1.6 THP, com 163 cv será o propulsor, ligado a câmbio automático de 6 velocidades.

Uma das atrações do estande é o 3008 DKR, campeão do rali Dakar deste ano. Ele fica em um "aquário" com efeitos de chuvas e tempestades de areia. Não é novidade, mas é a atração o conceito Fractal. O carro fora mostrado ainda no Salão de Frankfurt. Tem dois motores elétricos, com 102 cavalos de potência cada.

HYUNDAI

O New Tucson, fabricado em Anápolis (GO), não matará as duas gerações do mesmo carro, o Tucson e o Ix35. Mas, para evitar autofagia, tem motor 1.6 Turbo de 177 cv com injeção direta. O câmbio é de dupla embreagem e sete marchas. A favor, 27 kgfm de torque, de 1.500 a 4.500 rpm. A montagem do novo modelo é aprimorada frente aos anteriores da marca fabricados no Brasil. Promete melhor resistência estrutural.

Os 2.670mm de entre eixos oferecem espaço interno mais adequado. Cabem cinco passageiros com mais espaço. Além do new Tucson, a Hyundai mostra o carro-conceito Creta STC Concept. Na prática, sinaliza que a coreana pode entrar na briga de picapes médias e bem sucedidas, como Renault Oroch e Fiat Toro. Tem rodas aro 21.

HONDA

No Salão de 2014 a Honda apresentou aquele que viria a ser muito bem recebido, o HRV. Funcionou. E agora a japonesa fez a estreia do WR-V. Uma estreia mundial, para mostrar o peso do Brasil na operação da companhia. Sim, mais um crossover compacto. Ele é menor do que o HR-V. Também será feito em Sumaré (SP) começa no primeiro semestre do ano que vem. Plataforma e conjunto mecânico são do Fit.

A montadora diz se tratar de carro 100% desenvolvido no Brasil. Deve usar o 1.5, 116 cavalos e câmbio automático do tipo CVT.
O CEO mundial da Honda, Takahiro Hachigo, veio. Ele recebeu no palco o piloto da F1 Jenson Buttton, piloto da McLaren Honda. Vau custar a partir de R$ 57 mil, contra os R$ 79.900 do HR-V.

CHEVROLET

A nova geração do Cruze Sport6 coroou uma levada de lançamentos da norte-americana nos últimos tempos. O conjunto mecânico é o mesmo do Cruze sedã. Motor 1.4 turbo 153 cavalos e transmissão automática de 6 marchas. Outra novidade é o primeiro facelift do Tracker. O SUV terá a opção 1.4 turbo. Os dois têm central multimídia MyLink, conectável aos sistemas Android Auto e Apple CarPlay. Vem nas versões LT e LTZ. Traz alerta de ponto cego, câmera de ré com alerta de movimentação traseira.

O Novo Tracker chega às lojas no final deste mês. No cardápio: Branco Summit, Preto Ouro Negro, Prata Switchblade e as inéditas Vermelho Baroque e Cinza Graphite. Deve começar em R$ 90 mil. Já a sexta geração do Camaro se faz presente, no ano em que a Ford anunciou a volta do Mustang. A versão especial é intitulada Fifty. O motor é o V8 6.2 litros. Uma cavalaria de 461 cv e 60 kgfm de torque. A transmissão automática é de oito marchas.

AUDI

O R8 nova geração estreia no Brasil , como foi anunciado no Salão de São Paulo. Ela ficou conhecida ainda no Salão de Genebra 2015. A atriz Isis Valverde fez as honras da casa na apresentação. O R8 a vir é o mais potente, o V10 Plus, com motor de 610 cv e 57,1 kgfm. Faz de zero a 100 km/h em 3,2 segundos e tem velocidade máxima de 330 km/h. É todo seu por R$ 1.170 milhão. No mesmo estande, o RS 6 e RS 7

SUZUKI

O novo Suzuki S-Cross estreou nesta quarta no Salão de São Paulo. Foi reestilizado. Tem três versões. Duas delas têm motor 1.4 turbo. Utiliza o motor do novo Vitara, também em exposição. A frente está diferente. Tem novos faróis e grade com barras verticais, contra as anteriores horizontais. Na traseira, luzes de LED.

As versões 4You, 4Style e 4Style AllGrip vêm com start-stop (aquela que desliga o motor quando parado no sinal, por exemplo). O câmbio automático é de 6 marchas e borboletas no volante. A versão mais básica é a 4You. Nela, motor 1.6 aspirado, com 126 cv e 16,7 kgfm. As outras não. Têm o novo 1.4 turbo, com 146 cv e 23,5 kgfm. O conceito Jimny Canvas está na lista de estrelas do estande. A capota é retirável

VOLKSWAGEN

[FOTO1]

O T-Cross Breeze lembra muito o Evoque, da Land Rover. Decerto por esta razão, o carro-conceito mostra que um futuro SUV compacto da Volkswagen terá aquela feição. Além dele, a alemã trouxe o Gol GT, um conceito mais distante do real. O T-Cross Breeze tem motor 1.0 TSI de 3-cilindros, com 110 cv, acoplado ao câmbio DSG de sete marchas. O SUV conversível chama a atenção. Por dentro, não tem botões. Há áreas de toque que respondem ao comando. O lançamento deve ocorrer ano que vem na Europa. Para o Brasil apenas no ano seguinte. Não há maiores novidades da VW no Salão.

O elétrico Budd-e já fora revelado em Paris no mês passado. Seria um minifurgão. Há outro carro-conceito, é o Gol GT. Tem DNA brasileiro com pegada bem esportiva. Dentro e fora. Dentro: bancos em concha, saídas de ar e pedais em alumínio. Mas o conceito mais inovado é o Golf GTE Sport, um híbrido com 400 cavalos de potência. Usa motor 1.6 TSII e dois motores elétricos. Também não traz ineditismo. Fora mostrado ano passado na Alemanha. Novas mesmo são as versões Track para Gol e Up!.

O CrossFox Urban White, o Golf com motor 1.0 turbo e a linha 2017 da picape Amarok completam o estande. A Amarok tem o mesmo motor 2.0 turbodiesel, 140 cv ou 180 cv, com câmbio manual de 6 marchas ou automático de 8. A Amarok deve ganhar motor novo em 2017, o V6, lançado na Europa.

LEXUS

A Lexus – marca de luxo da Toyota – apresenta dois conceitos híbridos. A vedete é cupê LC 500h.Tem motor V6 3.5, com um motor elétrico. Ao todo, 359 cv de potência e câmbio automático de 10 marchas. O acabamento interno é feito à mão.

BMW

A BMW exibe algo que já mostrara no Salão de Paris. O crossover esportivo X2 não veio apenas charlar. Chegará ao mercado brasileiro em 2018. O X2 lembra o X1, sendo mais descolado. O design remete a maior robustez. Tem rodas de 21 polegadas. É um carro-conceito, mas não deverá diferir muito da versão de série. Os motores podem ser a diesel ou gasolina, os mesmos do X1.

LAND ROVER

O Range Rover Evoque conversível estreou em São Paulo. Já está disponível em pré-venda por R$ 292.500. O modelo estreia na versão topo de gama. Deriva do HSE Dynamic. A capota de lona se abre em 18 segundos e se fecha em 21 segundos, a pouco menos de 50km/h. O motor é o 2.0 turbo com 240 cv e o câmbio automático de nove marchas. A tração integral é comandada pelo sistema Terrain Response, de modo automático. A montadora diz que não há no mundo conversível fora-de-estrada além dele.

O novo Discovery já fora apresentado em Paris. Será vendido na Europa em fevereiro de 2017. No Brasil provável que no próximo ano, mas depois. Transporta sete passageiros com padrão Land Rover. O Discovery é 480 kg mais leve do que a geração anterior. Está mais conectado. A central multimídia é de 10″ InControl, compartilhamento de internet via WiFi e sistema AllTerrain – uma serie de recursos que tornam o fora-de-estrada uma brincadeira. Os motores são o novo turbodiesel V6 de 254 cv V6 3.0 a gasolina de 340 cv, ambos com câmbio automático de oito marchas.

FORD

Vedete o mercado quando lançado, o Ecoport viu pelo retrovisor novos concorrentes se aproximarem e ultrapassem, vide Duster e Renegade. Ou seja, já passa da hora de uma reinvenção. Mas não foi ainda em São Paulo. O estande exibe o Ka Trail. Além de acessórios de função estética (retrovisores são escurecidos e há adesivos na lateral e na traseira com o logotipo Trail), tem suspensão elevada, pneus de uso misto e rack de teto. Tem também proteção do papo, embaixo do para-choque dianteiro. As rodas são de aro 15″. O lançamento será no primeiro trimestre de 2017, trazendo a opção de motores 1.0 ou 1.5.

CHERY

A Chery tem um orgulho: é a primeira e única fábrica de origem chinesa a se instalar no País. Em São Paulo, luta contra o preconceito aos carros chineses apresentando as novas gerações da linha SUV Tiggo e do sedã Arrizo, ambas com seus modelos de estreia – Tiggo 2 e Arrizo 5 – previstos para 2017. Com planos para o futuro, a Chery pretende aumentar sua gama de produtos focada nestas duas novas plataformas, com os lançamentos de mais duas versões de SUVs, Tiggo 7 e Tiggo 9, bem como do Arrizo 7.

O terceiro modelo a ser produzido na unidade industrial da Chery em Jacareí (SP) com previsão de lançamento no primeiro semestre de 2017, é o SUV urbano Tiggo 2, o primeiro da nova geração da família Tiggo no Brasil. A versão brasileira do Chery New QQ também está em exposição. Obteve a nota mais alta (A) em sua categoria no selo Conpet, pelo Inmetro. O modelo de entrada da Chery é o mais econômico na categoria de subcompactos e está mais bonito.

TAGS