PUBLICIDADE
Notícias

Preços de frutas desacelera e IPC-S perde ritmo em setembro

No ano, o índice acumula alta de 5,29% e, em 12 meses, de 8,10%

09:25 | 03/10/2016

Em setembro, o preço das frutas aumentou em ritmo menor e influenciou o desenvolvimento da inflação semanal medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) da Fundação Getulio Vargas (FGV). Na última semana, a taxa passou de 0,34% para 0,07%. No ano, o índice acumula alta de 5,29% e, em 12 meses, de 8,10%.

O setor que mais contribuiu para o indicador foi o dos alimentos que passaram de 0,76% para -0,14%.  Além dos alimentos, outros grupos também apresentaram queda na variação dos preços do início para o fim do mês:  transportes (de 0,02% para -0,11%), despesas diversas (de -0,28% para -0,32%), educação, leitura e recreação (de 0,39% para -0,02%), e saúde e cuidados pessoais (de 0,37% para 0,34%).

Em contrapartida, subiram os preços de comunicação (de 0,01% para 0,08%), vestuário (de 0,33% para 0,40%), e habitação (de 0,27% para 0,28%).

 

Vale ressaltar que a pesquisa é realizada em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

 

 

Confira abaixo a variação de preços de alguns itens:


Frutas (de 4,44% para 0,24%)
Salas de espetáculo (de 0,79% para -2,77%)
Tarifa de ônibus urbano (de 0,33% para -0,04%)
Cigarros (de -0,77% para -1,04%)
Perfume (de -0,30% para -1,03%)
Calçados (de 0,30% para 0,43%)
Mensalidade para TV por assinatura (de -0,19% para 0,18%)
Tarifa de eletricidade residencial (de 0,01% para 0,41%)

 

Redação O POVO Online

TAGS