PUBLICIDADE
Notícias

Nível de ocupação recua pelo 12º mês consecutivo com 6,2%

O nível atual equivale a quase 98% da média de 2011

10:21 | 31/08/2016

O nível de ocupação na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) recuou pelo 12º mês consecutivo na comparação anual, com 6,2%. O nível atual equivale a quase 98% da média de 2011.

 

Os dados fazem parte da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) divulgada, nesta quarta-feira, 31, pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) e a Fundação Seade e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socio-Econômicos (DIEESE).

 

De acordo com o levantamento, a taxa de desemprego da RMF apresentou uma relativa estabilidade ao passar de 12,7%, em junho, para 12,8%, em julho. A taxa representa cerca de 234 mil pessoas sem emprego, sendo o adicional de 3 mil desempregados em relação ao mês anterior.

 

Na comparação mensal, a ocupação cresceu entre os autônomos, nos setores de comércio e de construção. Em termos anuais, a eliminação de postos de trabalho (-105mil) ocorreu em todos os setores de atividade em quase todas as categorias com exceção dos autônomos.

Além disso, em 12 meses foi registrado uma redução do rendimento médio mensal do trabalho (-0,7%). O rendimento entre os autônomos recuou 2,4% e cresceu nos demais recortes analíticos.

No entanto, a massa de rendimento reais está crescendo nos últimos meses (-6,8% em 12 meses), levando em consideração as retrações do rendimento médio real e a queda do nível de ocupação.

 

A pesquisa também mostra que o tempo de procura por trabalho cresceu, sendo em média de 32 semanas. O aumento foi maior por parte dos homens (61,6%) e na faixa etária de 25 a 39 anos (54,5%), aumentando entre os chefes de família (7,3%) e jovens (30,4%).
 

 

Redação O POVO Online

TAGS