PUBLICIDADE
Notícias

Funcionário do BC chinês defende corte de impostos, em vez de juros

08:10 | 22/08/2016
Cortar impostos e elevar o déficit fiscal seria mais eficiente para impulsionar a economia da China do que reduzir juros, segundo o chefe do departamento de estatísticas do banco central chinês (PBoC, na sigla em inglês), Sheng Songcheng.

Em entrevista ao China Business News, Sheng disse que Pequim tem espaço para aumentar seu déficit a até 5% do Produto Interno Bruto (PIB) e que há emergência de se reduzir significativamente a carga tributária sobre empresas.

A meta de déficit fiscal da China para este ano é de 3%, ante cerca de 2% em anos anteriores.

Sheng também afirmou que o PBoC vai manter o yuan basicamente estável neste semestre e que a moeda chinesa não sofrerá forte desvalorização no curto prazo. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS