PUBLICIDADE
Notícias

Companhia Siderúrgica do Pecém inicia operação da aciaria e lingotamento contínuo

Com operação contínua, a aciaria terá capacidade para produzir até 3 milhões de toneladas de placas de aço anualmente

21:51 | 21/06/2016
NULL
NULL

A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) iniciou a operação da aciaria na última segunda-feira, 20. Com o início desse processo, começa também a produção das primeiras placas de aço.

Instalada no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), em São Gonçalo do Amarante, a planta da aciaria da CSP consiste em uma unidade da linha de produção siderúrgica que agrega um conjunto de processos da transformação do gusa líquido em aço e do lingotamento contínuo, que realizada a solidificação do aço na forma de placas, produto final da siderúrgica.

Este é um passo importante para a implantação do projeto, que segue agora em fase de testes e ajustes, ainda sob a responsabilidade da Posco Engenharia e Construção do Brasil (PEC), empresa integradora responsável pela engenharia, fornecimento de equipamentos e construção da CSP.

Em nota, a CSP afirma que a plena operação da siderúrgica ocorrerá no decorrer do segundo semestre deste ano. A aciaria, nesta primeira fase, terá uma capacidade máxima de produção anual de 3.156 milhões de toneladas de aço líquido e três milhões de toneladas de placas acabadas.

Nesta terça (21), a empresa assinou termo de cooperação técnica com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS). O objetivo é permitir atuação mais direta do Sistema Nacional de Emprego/Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (STDS) na planta da CSP.

Em sua página no Facebook, o governador Camilo Santana postou um vídeo das primeiras placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém.

[VIDEO1] 

Redação O POVO Online

TAGS