PUBLICIDADE
Notícias

Imóveis: A época de ofertas está chegando ao fim

01:30 | 28/05/2016
NULL
NULL

Com inflação, desemprego e dólar altos, recessão econômica e clima geral de desconfiança, o consumidor passou a comprar menos e, como consequência, as vendas de imóveis também diminuíram, desaquecendo o mercado imobiliário. Entretanto, com as mudanças no cenário político e a perspectiva de evolução na economia, já é possível observar uma mudança de tom no mercado. Ou seja, em breve, as empresas devem deixar de lado as condições especiais oferecidas para quem comprasse em momento de crise econômica.

[SAIBAMAIS 2]

 

Um dos reflexos do cenário em evolução foi o resultado do mês de maio do Índice de Confiança do Consumidor (ICC), divulgação na última terça-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). O indicador registrou avanço de 3,5 pontos na comparação com o mês anterior, após dois meses seguidos de queda, chegando a 67,9 pontos. O Índice de Expectativas, que reflete a perspectiva dos consumidores para os próximos meses, teve alta de 5,3 pontos, a maior desde outubro de 2011.


A tendência é que isso reflita também no mercado de compra e venda de imóveis. Para Daniel Simões, da J. Simões, há mudanças perceptíveis já desde o início do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. “O empresário que tinha puxado o freio de mão passou a acreditar mais numa mudança efetiva no negócio, no mercado de médio e alto padrão”.


Durante o período em que os negócios estavam indo mais devagar, as construtoras passaram a adotar diversas estratégias para conseguir continuar vendendo durante a recessão. Segundo Ricardo Bezerra, sócio-diretor executivo da Lopes Immobilis, à medida que os indicadores forem ficando mais positivos, a tendência é que as vendas retomem e, como resposta, as facilidades de compra diminuam. “Até o final do ano, vai deixar de haver promoção em Fortaleza”. A conclusão disso, ele diz, é de que a hora de comprar é agora.


Daniel explica que hoje em dia, com o mercado em baixa, ainda há muitas vantagens ao comprador que não se vê em outros períodos. As construtoras estão mais abertas, por exemplo, a negociações que envolvem receber imóveis ou até veículos do cliente como parte do pagamento. Outras facilidades incluem descontos e suspensão da taxa de condomínio nos primeiros meses após a aquisição.

 

DICAS

 

TENTE FAZER ESCAMBO

As construtoras têm estado mais abertas a negociações que envolvem receber imóveis ou até automóveis do comprador como parte do pagamento.

PESQUISE VALORES
É mais fácil conseguir uma negociação bem feita quando se sabe o quanto costuma ser cobrado em imóveis semelhantes e na mesma localização.


EMBASE AS PROPOSTAS
Quando o comprador pode provar que consegue arcar com os custos das propostas que faz, aumentam suas chances de o vendedor fechar negócio.


NÃO DESISTA DE PRIMEIRA

Não é sempre que se consegue a proposta que quer na primeira tentativa. Com o mercado ofertando condições especiais para compra, um pouco de insistência costuma valer a pena.

 

TAGS