PUBLICIDADE
Notícias

PIB acumula 4,1% de retração nos últimos 12 meses

Segundo os especialistas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), os números indicam que a retração do PIB em 2016 pode acabar sendo ainda maior do que a prevista pelo mercado financeiro.

09:09 | 15/04/2016
O período compreendido entre fevereiro de 2015 e fevereiro deste ano apresentou uma queda de 4,1% no Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, de acordo com pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A variação é a mesma observada em janeiro e está negativa já há 14 meses. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 15.

Além disso, na série dessazonalizada mensal, a variação foi negativa de 1,79% com relação ao mês anterior. O primeiro trimestre de 2016, na comparação com o mesmo período do ano passado, também apresentou queda, na proporção de 1,10%. Os especialistas da FGV indicam que isso pode ser um sinal de que a queda do PIB para 2016 pode ser ainda pior do que o mercado tem antecipado.

O consumo das famílias, considerando a variação dos 12 meses anteriores, caiu 4,3% em fevereiro. Entre os componentes desse índice, destaca-se a categoria do agregado de bens duráveis (veículos, eletrodomésticos, nacionais e importados), que sofreu queda de 23,2%.

As exportações, no entanto, tiveram crescimento. Nesse mesmo período, a alta foi de 9%. Destacam-se os bens de consumo duráveis (19,8%), produtos agropecuários (25,2%) e extração mineral (17%).

Redação O POVO Online
TAGS