PUBLICIDADE
Notícias

China estuda repassar parcela maior de novo imposto com governos locais

10:40 | 12/04/2016
O Ministério das Finanças da China está estudando medidas para repassar a governos locais uma parcela maior do novo imposto sobre valor agregado (VAT, na sigla em inglês) para ajudar a compensar as mudanças que ocorrerão por causa da sua implementação, afirmou hoje uma autoridade da pasta.

A partir de maio, a China irá substituir seu imposto sobre negócios pelo VAT, que deve taxar empresas sobre seu valor adicionado ao invés das vendas totais. Além de uma base cálculo menor, a porção das receitas com tributos que deve ficar com os governos locais deve diminuir nesse contexto.

No entanto, segundo o vice-ministro das Finanças, Shi Yaobin, o governo está estudando medidas para o período de transição, que ajudem ambos os governos locais e o central a não ter perda de arrecadação.

Na semana passada, a agência estatal de notícias Xinhua relatou que as receitas do VAT seriam divididos da seguinte forma: metade para Pequim e metade para governos locais. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS