PUBLICIDADE
Notícias

Grécia está atrasada na implementação de reformas econômicas, diz Schäuble

10:00 | 23/03/2016
O ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, afirmou que a Grécia ainda está atrasada na implementação de reformas econômicas prometidas no ano passado aos credores internacionais em troca de ajuda financeira. Schäuble, no entanto, expressou confiança de que uma solução para o problema será encontrada.

Os credores da Grécia - Comissão Europeia, Banco central Europeu (BCE) e Fundo Monetário Internacional - e o governo do país ainda precisam chegar a um acordo sobre as reformas que o governo tem de adotar. Sem esse acordo, os credores não podem completar a revisão do programa de resgate de até 86 bilhões de euros (US$ 96 bilhões).

"Nós sabemos que a pressão do tempo é grande e vamos fazer de tudo para alcançar decisões rápidas. Mas as três instituições (...) concordam que até agora não foi implementado o que havia sido acordado no ano passado para este momento", disse Schäuble.

Um dos principais pontos é uma reforma nas pensões que o governo grego não quer implementar por causa da oposição popular a novos cortes. Schäuble ofereceu sinal de compreensão e disse que as três instituições e os líderes da Grécia precisam conversar sobre "o que pode ser feito". "Estou confiante (...) de que encontraremos uma solução, como sempre fizemos", afirmou o ministro alemão.

A conclusão da avaliação dos credores é prerrequisito para o país receber mais ajuda financeira e para o início de conversas politicamente sensíveis sobre o perdão da dívida da Grécia. Schäuble, porém, afirmou que a sustentabilidade da dívida grega não é a questão mais urgente, mas sim levar a Grécia a um caminho de crescimento sustentável, aumentando sua competitividade e reformando a administração pública. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS