PUBLICIDADE
Notícias

EUA abrem processo contra Volks por propaganda enganosa de veículos a diesel

14:20 | 29/03/2016
A Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) registrou uma queixa contra a Volkswagen nesta terça-feira pela veiculação de propagandas enganosas, que mostravam seus veículos à diesel como ambientalmente corretos.

O órgão havia aberto investigação sobre a publicidade da montadora alemã em outubro, semanas após a companhia admitir que instalou, em cerca de 600 mil veículos vendidos nos EUA, um software que enganava os testes de emissão.

A queixa por propaganda enganosa foi registrada na corte federal de San Francisco, onde outras queixas contra a Volks sobre o mesmo caso foram consolidadas. Como parte desse litígio, a FTC pode integrar qualquer acordo que seja feito com a montadora. Sozinha, a FTC não tem autoridade de impor multas.

A queixa apresentada à corte de San Francisco afirma que a Volkswagen dos Estados Unidos gastou dezenas de milhões de dólares em anúncios que mentiam aos consumidores ao afirmar que os veículos movidos a "diesel limpo" da montadora tinham baixas emissões, estavam de acordo com os padrões federais e eram ambientalmente amigáveis, o que dava a eles um alto valor de revenda.

Em um dos anúncios selecionados pela FTC, a montadora afirma que as emissões de óxido de nitrogênio foram reduzidas em 90%, menos do que os veículos à gasolina. Na realidade, de acordo com a denúncia, esses carros adulterados emitiam até 4.000% a mais do que o limite legal do poluente nos EUA.

O juiz federal que atua sobre o caso tem pressionado a montadora a firmar um rápido acordo sobre o caso, dando até o dia 21 de abril para a Volkswagen apresentar uma proposta concreta sobre como planeja consertar os veículos adulterados.

Hoje, a Volks afirmou que "continua a cooperar com os órgãos reguladores norte-americanos" e que a sua prioridade é "encontrar uma solução sobre a questão das emissões de diesel e recuperar a confiança dos consumidores". Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS