PUBLICIDADE
Notícias

Bancos alemães criticam medidas do BCE, que exageraria o risco de deflação

11:50 | 10/03/2016
Os bancos alemães criticaram duramente as novas medidas de relaxamento monetário do Banco Central Europeu (BCE). Na avaliação dessas instituições, as taxas de juros negativas pressionam as margens do setor, prejudicam os empréstimos de longo prazo e causam certas distorções em mercados de bônus.

De acordo com Michael Kemmer, do grupo de lobby bancário BdB, não é de maneira alguma necessário que o BCE injete mais dinheiro no sistema. O BCE "exagera os riscos de deflação", avalia ele. O grupo, que representa bancos alemães como o Deutsche Bank e o Commerzbank, afirma que o preço do petróleo é a principal causa do recuo nos preços e Kemmer lembra que as cotações da commodity tiveram uma reação nas últimas quatro semanas. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS