PUBLICIDADE
Notícias

Varejo do CE recua 4,3% em 2015; pior resultado desde 2003

O Brasil repetiu a queda do Ceará e apresentou o pior resultado desde 2001

17:23 | 16/02/2016

O comércio varejista encerrou o acumulado do ano de 2015 com retração no volume de vendas de 4,3% no Ceará e no Brasil. Este é o pior resultado desde 2001, nacionalmente, e desde 2003 para o Estado. Ano este que teve efeito da crise energética do final de 2002.

 

Na comparação com Unidades da Federação, o Estado e o País foram 16º colocados em queda no índice. Todos os entes apresentaram retração no varejo, com exceção de Roraima, com elevação de 6,5% para o mesmo período. Os dados compõem Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada, nesta terça-feira, 16, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Quando considerado o comércio varejista ampliado, que inclui os segmentos de veículos e motocicletas, partes e peças e de material de construção, totalizando dez setores, o resultado no acumulado do ano passado teve queda de 8,3% no Ceará e de 8,6% no Brasil. Enquanto o País ficou em 18º, o Estado ficou em 19º lugar em termos de retração do índice, ante outros entes da Federação.

Analisando-se os oito setores do comércio varejista do Estado, a variação de receita nominal de vendas teve elevação de 2,9% no acumulado do ano. Já o comércio ampliado se retraiu em 1,8%, para o mesmo período, no Ceará, e recuou 1,9% no País.

TAGS