PUBLICIDADE
Notícias

China reduz entrada para compra do primeiro imóvel na maioria das cidades

09:25 | 02/02/2016
O governo da China anunciou que vai reduzir a entrada exigida para a compra do primeiro imóvel na maior parte das cidades do país, em sua última tentativa de impulsionar a economia.

Em comunicado divulgado em sua página na internet, o banco central chinês (PBoC, na sigla em inglês) informou que a entrada será reduzida para 20% do valor total, embora o nível esteja, "em princípio", estabelecido em 25%.

O PBoC não forneceu detalhes sobre as condições necessárias para o pagamento da entrada menor ou quando exatamente a medida entrará em vigor.

Para famílias que já possuem imóveis e ainda não pagaram o primeiro financiamento imobiliário integralmente, o porcentual da entrada para a compra de uma segunda propriedade também será reduzido, de 40% para 30%.

As novas regras valem para todas as cidades chinesas, com exceção das maiores, como Pequim, Xangai, Shenzhen e Guangzhou, onde a demanda por imóveis continua forte. Nessas cidades, as autoridades impõem restrições às compras de mais imóveis para evitar que os preços subam muito.

A última medida do PBoC vem num momento em que a economia se desacelera. Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) da China teve expansão de 6,9%, a menor em 25 anos. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS