PUBLICIDADE
Notícias

Ata do Banco do Japão mostra comitê dividido em dezembro

10:45 | 03/02/2016
O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) divulgou a ata da reunião de política monetária de 17 e 18 de dezembro, que evidencia a divisão interna sobre "medidas suplementares" adotadas na ocasião.

Na reunião daquele mês, o comitê de política monetária do BC japonês decidiu, por 6 votos a 3, tomar uma série de medidas adicionais ao seu programa de compras de ativos. As medidas incluíram a ampliação do vencimento de bônus do governo comprados pelo BoJ, para o intervalo de sete a 12 anos, e o aumento de aquisições dos chamados ETFs (fundos de índices), em 300 bilhões de ienes por ano.

Alguns dirigentes do comitê argumentaram que as medidas eram necessárias para garantir "compras mais tranquilas de ativos" e "dissipar" preocupações sobre a sustentabilidade do programa de compras, segundo a ata do BoJ. Alguns deles também afirmaram que a iniciativa possibilitaria ao BC japonês tomar medidas de relaxamento adicionais de "forma oportuna", quando necessário.

Um dos dirigentes, porém, discordou, com a alegação de que a decisão causaria "a impressão errada, entre os participantes de mercado, de que (o programa de compras de ativos) está se aproximando de seu limite".

Normalmente, o BoJ não identifica seus dirigentes por nome em atas de política monetária.

Em sua reunião mais recente, realizada na semana passada, o BoJ ampliou ainda mais a política de estímulos e decidiu cortar sua taxa de depósitos, de 0,1% para -0,1%. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS