PUBLICIDADE
Notícias

Vendas em supermercados têm queda real de 1,9% em 2015, aponta Abras

11:25 | 27/01/2016
As vendas dos supermercados registraram queda real de 1,9% em 2015 na comparação com o ano anterior, divulgou na manhã desta quarta-feira, 27, a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Os resultados ficaram piores do que o projetado pela entidade em setembro, quando a expectativa era de retração real de 0,3%.

Em dezembro, as vendas do segmento apresentaram alta real de 24,17% ante o mês anterior, mas houve queda de 4,39% em relação ao mesmo mês de 2014. Todos os valores foram deflacionados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em valores nominais, as vendas dos supermercados registraram alta de 25,37% em dezembro na comparação com novembro. Já em relação ao mesmo período de 2014, os números apresentaram crescimento de 5,81%. No acumulado do ano, as vendas nominais cresceram 6,95%.

A projeção da Abras era de que as vendas do setor encerrassem este ano em queda de 0,30% em relação a 2014. Essa projeção, divulgada em setembro, foi feita após uma série de revisões para baixo das perspectivas para o setor: no início do ano, a estimativa de crescimento chegou a ser de 2%.

As vendas do setor supermercadista devem seguir em terreno negativo em 2016, segundo projeções da Abras. A entidade anunciou uma expectativa de queda de 1,8% neste ano.

A associação considera que o cenário macroeconômico segue desafiador no Brasil e destaca que as previsões para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro seguem se deteriorando. A Abras trabalha com um cenário de retração de 3,5% no PIB em 2016, e taxa de desemprego atingindo 10,2% até o final do ano.

TAGS