PUBLICIDADE
Notícias

Produção industrial da zona do euro tem em novembro maior queda desde 2014

07:45 | 13/01/2016
A produção industrial da zona do euro caiu 0,7% em novembro ante outubro, registrando a maior queda desde agosto de 2014, em meio ao clima mais quente que o normal da região e a demanda enfraquecida da China e de outras grandes economias emergentes, segundo dados divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

A variação mensal veio aquém das expectativas de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam um ligeiro declínio de 0,1%.

Na comparação anual, a produção industrial do bloco cresceu 1,1% em novembro. A previsão, porém, era de alta maior, de 1,8%.

O fraco desempenho da indústria da zona do euro se deveu principalmente a um recuo de 4,3% na produção do setor de energia em novembro ante o mês anterior, atribuído ao clima atipicamente quente na região. No entanto, ocorreram reduções também na produção de bens de capitais e de bens duráveis.

O Banco Central Europeu (BCE) tem demonstrado preocupação de que a desaceleração da China e de outros países emergentes, como Brasil, Rússia e África do Sul, prejudique a recuperação da zona do euro, ao comprometer a demanda por suas exportações.

Os números da produção industrial referentes a outubro foram revisados pela Eurostat, passando a mostrar aumento mensal de 0,8% e ganho anual de 2,0%. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS