PUBLICIDADE
Notícias

Ministro da Economia do Japão é acusado de receber suborno, mas diz ser inocente

10:05 | 21/01/2016
O ministro da Economia do Japão, Akira Amari, negou nesta quinta-feira que tenha aceitado suborno de uma empreiteira. A revista semanal Bunshun divulgou reportagem segundo a qual Amari e assessores dele receberam pelo menos 12 milhões de ienes (US$ 103 mil) em dinheiro e outros benefícios de uma companhia nos últimos três anos.

Amari prometeu que haverá uma investigação no caso e negou qualquer irregularidade. A revista diz que o dinheiro foi pago em troca da ajuda do escritório do ministro para resolver uma disputa entre a companhia, identificada apenas como S, e uma organização para o desenvolvimento do setor imobiliário.

O ministro é um dos mais importantes nomes do gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe e atuou como um dos principais negociadores do Japão no acordo comercial entre os países da região do Pacífico.

Amari não enfrenta uma investigação criminal no caso e disse que continuará no posto. No Parlamento, ele disse que funcionários da empresa fizeram visitas de cortesia a seu escritório, mas que não lembrava de detalhes. Fonte: Associated Press.

TAGS