PUBLICIDADE
Notícias

Lane/BCE: desvalorização de moedas emergentes prejudica crescimento

12:55 | 22/01/2016
O membro do conselho diretor do Banco Central Europeu (BCE), Philip Lane, afirmou hoje que a recente depreciação das moedas de países emergentes estão contrabalançando os benefícios ao crescimento proporcionados pela a desvalorização do euro ante o dólar nos últimos 18 meses.

Lane, que acabou de assumir o cargo de presidente do Banco Central Irlanda e é um dos mais novos membros do conselho diretor do BCE, disse também que a economia de seu país expandiu entre 6% e 7,5% em 2015 - o ritmo mais rápido entre os países da região.

Em reunião com empresários irlandeses, o novo presidente do BC disse o crescimento da economia vem sendo apoiado pelas medidas de estímulos do BC, principalmente por ter depreciado a moeda única ante a divisa norte-americana. No entanto, continuou, esse fator tem sido minimizado pela depreciação do yuan chinês e de outras moedas emergentes.

"Outro desenvolvimento recente que foi favorável é a desvalorização de 20% do euro ante o dólar nos últimos 18 meses, que foi positivo especialmente para a Irlanda", disse. "Dito isto, a recente desvalorização das moedas emergentes está contrabalançando a taxa de câmbio ponderada pelo comércio na zona do euro."

Ele também mostrou desconforto com a possível saída do Reino Unido da União Europeia, evento que vem recebendo o nome de "Brexit". O país vizinho é o principal parceiro comercial da Irlanda e um evento desse tipo poderia prejudicar a economia irlandesa.

"Externamente, o principal fator de risco global se relaciona à economia e às condições financeiras de alguns emergentes. Na região, o BCE também está monitorando os riscos relativos a um Brexit sobre a economia e o sistema financeiro". Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS