PUBLICIDADE
Notícias

Lagarde diz que concorrerá a um segundo mandato para comandar o FMI

09:55 | 22/01/2016
A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse que está concorrendo a um segundo mandato para liderar a instituição sediada em Washington. O anúncio é feito após algumas das principais economias globais apoiarem a permanência dela no posto.

"Eu sou candidata a um segundo mandato", disse Lagarde em entrevista a uma televisão francesa. Ela lembrou que já recebeu apoio de França, Alemanha, Reino Unido, China, Coreia do Sul e México.

Os EUA, maior acionista do FMI, ainda precisam apoiar formalmente Lagarde. Mas, segundo ela, o vice-presidente Joe Biden e outras autoridades do governo norte-americano já elogiaram a performance dela na instituição nos últimos cinco anos.

Ex-ministra das Finanças da França, Lagarde assumiu o comando do FMI em julho de 2011, substituindo Dominique Strauss-Kahn, após ele ser detido em Nova York sob a acusação de ter cometido um ataque sexual contra a funcionária de um hotel, Nafissatou Diallo. Ele negou as acusações e o caso acabou arquivado, mas antes Strauss-Kahn deixou o comando do FMI.

Lagarde comandou o FMI no auge da crise da dívida soberana da zona do euro. Ela liderava o Fundo no momento em que ele gerenciou três pacotes de ajuda, para Irlanda, Portugal e Grécia. O mandato dela também coincidiu com uma disputa legal entre o empresário francês e ex-político Bernard Tapie e o Estado francês. Em dezembro, um tribunal da França decidiu que Lagarde deve ser julgada por suposta negligência diante de uma decisão tomada por ela quando era ministra das Finanças. Lagarde recorreu e o conselho executivo do FMI várias vezes afirmou que tem confiança na capacidade dela para cumprir suas atribuições. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS