PUBLICIDADE
Notícias

Empresários industriais iniciam 2016 mais pessimistas do que em 2015, diz CNI

13:55 | 18/01/2016
Em meio às incertezas da economia brasileira, o empresário da indústria inicia o ano com a confiança em baixa, com o pessimismo disseminado por todos os tamanhos e setores industriais. Em janeiro, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), divulgado nesta segunda-feira, 18, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), alcançou 36,5 pontos, 7,9 pontos abaixo do medido em janeiro de 2015.

O número está ainda quase 14 pontos abaixo dos 50 pontos - pela metodologia da pesquisa, valores abaixo desse patamar indicam falta de confiança -, porém superou em 0,5 ponto a medição de dezembro (36 pontos), o que, de acordo com a CNI, está dentro da margem de erro.

A falta de confiança é maior entre as pequenas empresas, com Icei em 35,1 pontos. Era 35 em dezembro e 45,5 pontos em janeiro de 2015. O indicador medido nas companhias médias foi de 35,5 pontos - estava em 35,1 em dezembro e 42,9 há um ano. Já para as grandes empresas houve uma leve melhora em relação a dezembro, passando de 36,9 pontos para 37,6 pontos. O indicador estava em 45,5 pontos em janeiro do ano passado.

O setor mais pessimista é o da indústria da construção, com índice em 35,1 pontos. Na indústria da transformação, o Icei ficou em 36,4 pontos e, na indústria extrativa, em 44 pontos.

A pesquisa ouviu 2.772 empresas entre 4 e 13 de janeiro, 1.084 indústrias de pequeno porte, 1.063 de médio porte e 625 de grande porte.

TAGS