PUBLICIDADE
Notícias

Alemanha corta projeção para crescimento do PIB em 2016 de 1,8% para 1,7%

13:15 | 27/01/2016
O governo alemão cortou levemente a previsão para o crescimento econômico do país neste ano, em meio à desaceleração em mercados emergentes, mesmo que o consumo doméstico forte e o emprego em nível recorde continuem a impulsionar a maior economia europeia. O governo da Alemanha prevê agora que o Produto Interno Bruto (PIB) avance 1,7% neste ano, abaixo da projeção de 1,8% de outubro.

Em 2015, o PIB alemão cresceu 1,7%. O ministro da Economia e vice-chanceler alemão, Sigmar Gabriel, disse que os números são uma prova do sucesso das políticas econômicas e para o emprego, mas não representam garantias para o futuro.

"Nós temos agora de estabelecer o rumo para o futuro, a fim de que a Alemanha possa ser uma localidade industrial de liderança e eficiente também daqui a dez anos", afirmou Gabriel em comunicado.

O consumo doméstico forte e o emprego em patamar recorde foram os principais motores da economia alemã no ano passado, compensando a desaceleração nas encomendas da China, da Rússia e de outras nações em desenvolvimento. A economia também se beneficiou com os baixos preços do petróleo e das taxas de juros em patamares historicamente baixos, que compensaram o quadro no exterior.

Para 2016, o governo espera que o consumo doméstico cresça 1,9%, em linha com o resultado do ano passado. Também projeta que as exportações avancem 3,2%, desacelerando da alta de 5,4% de 2015, e que as importações registrem crescimento de 4,8%, menos que a alta de 5,7% de 2015. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS