PUBLICIDADE
Notícias

Apartamentos com pé-direito duplo em Fortaleza

Já muito explorado por arquitetos e decoradores, geralmente em ambientes sociais, o pé-direito duplo oferece uma amplitude diferenciada ao ambiente

17:23 | 28/10/2015
NULL
NULL

O conceito é simples: pé-direito é a expressão usada para designar a distância vertical entre o piso acabado e a parte inferior do teto de um ambiente. Geralmente com uma altura média entre 2,50 m e 2,70 m, o pé-direito pode ainda ser alto, tendo entre 2,80 m e 4,5 m, ou duplo, quando é resultado da soma das alturas dos pés-direitos dos pisos inferior e superior.

Conforto, sustentabilidade e estética são alguns dos benefícios dessa tendência. O fato é que é difícil entrar em um imóvel que tenha pé-direito duplo e não se encantar com o visual e a amplitude que os ambientes ganham. De imóveis com ares dos modernos lofts americanos a apartamentos de luxo, a tendência já tem forte presença nos empreendimentos brasileiros. “São imóveis mais atuais, com um ar de atemporalidade, e mais valorizados porque a sensação da pessoa ao entrar em um apartamento com pé-direito normal e com pé-direito duplo é totalmente distinta”, aponta o arquiteto Daniel Arruda.

Estilo e beleza
Já muito explorado por arquitetos e decoradores, geralmente em ambientes sociais, o pé-direito duplo oferece uma amplitude diferenciada ao ambiente. “É uma tendência que, principalmente no Nordeste, temos utilizado para captação de luz e ventilação naturais. Adequa-se muito bem ao clima da nossa região”, explica o arquiteto.

No mercado, a Construtora Manhattan é uma das que apostam no pé-direito duplo. O empreendimento Summer Park, no bairro Guararapes, terá todos os seus 414 apartamentos, de 82 m² e de 104 m², com salas e varandas com pé-direito duplo.

A decoração, entretanto, deve ser um ponto muito bem trabalhado, para que não passe a impressão de espaço mal utilizado. Mas as possibilidades são praticamente infinitas, segundo Arruda. “O pé-direito duplo consegue dar diversas margens para os arquitetos de interiores trabalharem essa diversidade de alturas. Normalmente eu tenho uma parte da sala com altura regular e outra parte com o pé-direito duplo, então você consegue trabalhar diversos elementos, como painéis, quadros, grandes lustres.”

Trabalhar um jogo de luzes diferente, usar uma das paredes como uma pequena galeria com suas obras favoritas ou fotos, utilizar painéis de madeira ou grandes cortinas são algumas soluções para aproveitar melhor o espaço extra. Já no caso de o pé-direito duplo formar um mezanino, o local pode ser aproveitado como uma sala de TV, um home office, entre outras ideias.

Outro aspecto a ser levado em consideração é a privacidade, visto que a altura das janelas pode dar margem a olhares indiscretos advindos das ruas ou de outros imóveis próximos. “Ao projetar esses edifícios em pé-direito duplo, o arquiteto tem que ter a preocupação de fazer isso gerando privacidade entre os apartamentos, tem que estar na concepção do projeto. Ele tem que ter essa visualização tridimensional do apartamento de cima com o de baixo para que não haja conflito de privacidade”, destaca o arquiteto. Apostar em longas cortinas, além de dar mais elegância ao ambiente, ainda confere maior privacidade aos moradores.

Sustentabilidade
Embora os benefícios estéticos já sejam excelente motivação para optar por um imóvel com pé-direito duplo, outro ponto importante tem influenciado na decisão de arquitetos e clientes: sustentabilidade. “Você consegue trabalhar uma esquadria de fachada em pé-direito duplo e você faz essa captação de melhor ventilação e iluminação”, destaca Daniel Arruda.

Além da maior entrada de luz, proporcionada pelo tamanho das janelas que podem ser usadas no ambiente, o estilo arquitetônico possibilita também um maior arejamento, uma vez que o ar quente tende a subir, o que faz com que cômodos com pé-direito duplo sejam mais frescos, dependendo, claro, de fatores como clima e posição da edificação em relação ao sol.

Mercado
Tendência no Brasil e em Fortaleza, ao contrário do que se possa imaginar, um imóvel com pé-direito duplo não tem uma elevação de custo tão superior frente a um empreendimento com altura normal. “Ele tem um custo de construção um pouco maior por conta da solução estrutural e devido à esquadria dupla que necessita de perfis mais reforçados”, explica o arquiteto. Entretanto, a variação no custo é compensada pela valorização que o pé-direito duplo traz ao empreendimento. “O valor agregado que se consegue atingir por conta da altura do pé-direito, da iluminação e da ventilação gera um beneficio maior”, pontua Arruda.

EM FORTALEZA
Conheça alguns dos projetos em que os apartamentos têm pé-direito duplo, a serem entregues na capital cearense:

Summer Park
Com previsão de entrega para 2016, o Summer Park traz o conceito condomínio-clube,
com 414 apartamentos, de 82 m² e 104 m², com sala e varanda com pé-direito duplo.

New York Residence
Além da fachada já utilizando o conceito de pé-direito duplo, privilegiando a vista e o máximo de iluminação e ventilação naturais, o New York Residence será formado por duas torres e um grande complexo de lazer. A previsão de entrega do empreendimento é outubro de 2018.

AS POSSIBILIDADES DO PÉ-DIREITO DUPLO
Decorativo e funcional Além de proporcionar valor estético, itens de decoração ajudam a impedir o efeito de eco, normal em qualquer ambiente vazio. Elementos como madeira, tecidos e cortinas são ótimas soluções.

Altura
Para valorizar a altura do ambiente, mobiliários e outros itens que estejam acima da altura regular de outros móveis podem ser utilizados. É o caso de painéis de madeira, estantes altas e vazadas, revestimentos de destaque, etc.

Iluminação
Se o assunto for iluminação natural, a dica é o uso de grandes janelas de vidro com cortinas, para regular a entrada da luz durante o dia. Já para iluminação artificial, lustres e luminárias podem fazer a diferença e ter ainda função decorativa.

Integração
Uma das muitas possibilidades que o pé-direito duplo proporciona é a de criar cômodos em outros níveis da residência, sem que sejam completamente separados, como é o caso de mezaninos.

Amplitude
A maior distância entre chão e teto confere uma sensação de amplitude aos ambientes com pé-direito duplo.

Moderno e atual Seja em casas ou em apartamentos duplex, o pé-direito alto ou duplo é uma tendência que confere conforto e um clima moderno ao imóvel.

Valorização no mercado Em alta, a técnica já é tendência em apartamentos de luxo de bairros nobres das mais variadas cidades brasileiras.

 

Textos:

Lua Santos
[email protected]

Sabryna Esmeraldo
[email protected]
 

TAGS