PUBLICIDADE
Notícias

Tarifas bancárias subiram quase 9 vezes mais que a inflação

A inflação acumulada calculada para o período dos valores da cesta entre janeiro de 2013 até agosto de 2015 foi de 19,63%. O aumento nas cestas foi de até 169%

09:46 | 29/09/2015
As tarifas cobradas pelos oito maiores bancos entre 2013 e 2015 apresentaram um aumento de 169% nas cestas de serviços. Em relação a janeiro de 2013, a alta foi de 8,6 vezes o valor da inflação para o mesmo período. A inflação acumulada para o mesmo período dos valores da cesta (janeiro de 2013 até agosto de 2015) foi de 19,63%. Os dados são da PROTESTE Associação de consumidores.
 
De acordo com o estudo, os custos das taxas, que somados ao uso incorreto do cartão de crédito, levam o brasileiro ao aperto financeiro.

O maior aumento encontrado pela associação foi na cesta Exclusive Fácil (antiga Conta Fácil) do banco Bradesco, que em 2013 custava R$ 23,00 mensais, em 2014 R$ 27,40 e no mês de outubro deste ano, passará para R$ 61,90 por mês. Se levarmos em consideração ao longo do ano, o consumidor terá um custo anual de R$ 742,80, isso significa R$ 466,80 a mais por ano do que em 2013.

Tarifas de até R$ 888 por ano

No levantamento, foram encontrados pacotes de serviços com valores de até R$ 74 mensais, como o cobrado pelo Santander na cesta de serviço Van Gogh Max, que em um ano somam R$ 888.

Foram avaliadas as tarifas dos bancos: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Citibank, HSBC, Itaú e Santander.

Os bancos tem obrigação de divulgar o valor de todas as tarifas e taxas cobradas, além de deixar claro quais serviços estão inclusos nos pacotes oferecidos. Alerta a instituição.
Redação O POVO Online
TAGS