PUBLICIDADE
Notícias

Kuroda, do BoJ, indica que não teve intenção de influenciar câmbio

06:10 | 16/06/2015
O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, esclareceu hoje seu recente comentário polêmico sobre o iene, ao declarar que não teve a intenção de conter a tendência de queda da moeda japonesa ou de projetar sua direção futura.

A fala de Kuroda veio cerca de uma semana depois de ele dizer no Parlamento japonês que uma medida técnica do valor do iene - conhecida como taxa efetiva real - provavelmente não se enfraqueceria ainda mais.

O comentário de hoje, que foi feito durante sessão do Comitê de Assuntos Financeiros da Câmara Alta, ajudou a impulsionar o dólar, mas de forma mais discreta que o movimento cambial visto na semana passada, quando o iene reagiu em forte alta tanto frente à moeda dos EUA quanto ao euro.

Às 5h56 (de Brasília), o dólar avançava a 123,60 ienes, de 123,39 ienes no fim da tarde de ontem. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS