PUBLICIDADE
Notícias

Sindicato defende estabilidade a funcionários da Usiminas

20:10 | 28/05/2015
O Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga (MG) e região (Sindipa), em nota, disse que a proposta feita pela Usiminas em redução de jornada de 3 mil funcionários da área administrativa, mesmo que evite demissões, "mostra o desrespeito da empresa com os trabalhadores e tem como objetivo amedrontar os metalúrgicos e criar um clima de tensão na cidade." A empresa possui uma unidade em Ipatinga e no último dia 18, informou que desligará o Alto-Forno nº 1 a partir de 04 de junho. No dia 31 de maio também desligará o Alto-Forno nº 1 da unidade de Cubatão (SP).

"O sindicato reafirma que defende a estabilidade de emprego para todos os trabalhadores sem redução de direitos", diz a nota. A entidade também informou na nota que na terça-feira, 26, fez uma reunião com a empresa para discutir o desligamento do alto-forno, que logo na sequência começou a divulgar, "mas com boatos e de maneira desencontrada", as medidas anunciadas hoje.

"Os ajustes que a Usiminas quer fazer têm como único objetivo reduzir custo para aumentar mais ainda os lucros dos acionistas e não por problemas financeiros como a empresa afirma", afirma o sindicato.

TAGS