PUBLICIDADE
Notícias

Ucrânia vai receber US$ 40 bilhões em assistência internacional, diz FMI

06:35 | 12/02/2015
A Ucrânia vai receber cerca de US$ 40 bilhões em assistência internacional nos próximos quatro anos, anunciou hoje a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

Lagarde, que falou durante coletiva de imprensa em Bruxelas, disse que o FMI fechou um acordo com a Ucrânia para a concessão de um programa de ajuda de US$ 17,5 bilhões. O programa será um acordo de crédito estendido, com duração de quatro anos, e será condicionado à implementação de uma série de amplas reformas econômicas.

Com a contribuição de outros credores, a assistência total à Ucrânia chegará a um valor "em torno" de US$ 40 bilhões, disse Lagarde, sem fornecer maiores detalhes.

O anúncio de Lagarde veio no segundo dia de discussões entre líderes da Ucrânia, Rússia, França e Alemanha, em Minsk, capital da Bielorrússia, sobre um eventual acordo de paz para a conflagrada região do leste ucraniano.

Lagarde disse que o pacote de ajuda à Ucrânia será submetido à aprovação do conselho do FMI até o fim de fevereiro.

"Em resumo, esse novo programa oferece uma importante oportunidade para a Ucrânia avançar com sua economia num momento crítico da história do país", comentou Lagarde. "E ainda assim, embora seja amplo e forte, o programa está sujeito a grandes riscos."

Entre as reformas que a Ucrânia terá de fazer estão a elevação dos preços de energia para níveis próximos aos de mercado nos próximos dois anos e mudanças na economia e nos setores judiciário e bancário.

Em Kiev, o primeiro-ministro ucraniano, Arseniy Yatsenyuk, prometeu que o país vai implementar amplas reformas, inclusive no setor previdenciário, medidas de austeridade e reformas no setor de energia.

"É um programa de reformas não para o FMI, mas para a Ucrânia", disse Yatsenyuk. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS