PUBLICIDADE
Notícias

Serasa: Tentativas de golpe contra consumidor caem 12,2% em novembro

09:10 | 18/12/2014
As tentativas de golpe contra o consumidor tiveram queda de 12,2% em novembro na comparação com igual mês de 2013 e cederam 6,9% em relação a outubro de 2014, de acordo com o indicador da Serasa Experian. No penúltimo mês deste ano, houve 175.529 tentativas de fraude, conhecida como roubo de identidade em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos.

O recuo no volume de tentativas de fraudes em novembro ante o mesmo mês do ano passado reflete a cautela do consumidor, que está menos confiante na economia e segue reticente em obter crédito, devido às taxas de juros mais elevadas, justificam, em nota, os economistas da Serasa. Além disso, os profissionais completam que a quantidade menor de dias úteis no penúltimo mês de 2014 em relação a novembro de 2013 e a ausência de uma data comemorativa "forte" para o varejo também permitiram certo alívio no volume de tentativas de golpe contra os consumidores.

Conforme o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude - Consumidor, as principais tentativas de golpe acontecem por meio da emissão de cartões de crédito, financiamento de eletrônicos, compra de celulares com documentos falsos ou roubados, abertura de conta, compra de automóveis e abertura de empresas.

De acordo com a pesquisa, o segmento de telefonia respondeu por 71.998 registros, totalizando 41% do total de tentativas de fraude realizadas, queda em relação aos 45,8% registrados em novembro de 2013. No setor de serviços (construtoras, imobiliárias, seguradoras e serviços em geral), houve 54.284 ocorrências, o equivalente a 30,9%. Na sequência, aparece a área bancária, com 32.927 tentativas, ou 18,8% do total. Já o varejo contabilizou 13.050 tentativas de fraude, ou 7,4%. O ranking da Serasa ainda é composto por demais segmentos, que registraram 1,9% do total apurado.

TAGS