PUBLICIDADE
Notícias

Pátria e Blackstone adquirem prédios por R$ 700 mi

09:00 | 20/12/2014
O Pátria Investimentos e a gigante americana Blackstone desembolsaram R$ 700 milhões para comprar quatro prédios comerciais no Rio de Janeiro, que eram geridos pelo Fundo Imobiliário do Opportunity. O aporte foi dividido meio a meio por cada uma das gestoras. A aquisição faz parte da estratégia da gestora de recursos brasileira de avançar no mercado de empreendimentos comerciais, afirmou ao Estado Helmut Fladt, diretor da área imobiliária do Pátria Investimentos.

Os edifícios comprados, Visconde de Inhaúma Corporate e São Bento Corporate, estão localizados no centro do Rio de Janeiro, enquanto os edifícios Americas Corporate (Torres 3 e 4) e o Península Corporate ficam na Barra da Tijuca. Esse é o segundo investimento que a Blackstone realiza no Brasil com o Pátria no setor imobiliário. No ano passado, as duas gestoras compraram 70% da Alphaville Urbanismo. Em 2010, a Blackstone adquiriu 40% do Pátria.

Segundo Fladt, a gestora está olhando oportunidades no segmento de imóveis comerciais e galpões industriais. "Vislumbramos oportunidades nesse setor, uma vez que passa por um movimento cíclico de baixa", afirmou.

Há três anos, esse mercado viveu um "boom" e os preços dos ativos ficaram muito caros. "Agora, os preços estão perto da realidade. O preço de aluguel dos imóveis comerciais também sofreu uma redução entre 10% e 15%", disse Fladt. Segundo ele, o Brasil tem uma das taxas de aluguéis comerciais mais altas do mundo.

O Pátria levantou um fundo este ano de US$ 800 milhões para fazer investimentos nesse segmento. O cenário desafiador esperado para 2015 não deve inibir os aportes, segundo o executivo. A gestora tem sob gestão R$ 2,5 bilhões nessa área, o que inclui também galpões industriais. Esse montante poderá crescer até 30%, mas Fladt pondera que, a cada quatro anos, o Pátria faz desinvestimentos de empreendimentos comerciais adquiridos.

O Rio de Janeiro, apesar do "boom imobiliário", que provocou forte valorização dos seus imóveis, ainda é considerado um mercado atraente para investimentos. Já São Paulo continua com o preço dos ativos inflados, apesar da alta taxa de vacância. Oportunidades nas áreas de galpões industriais e logísticas estão sendo buscadas pelo Pátria no Centro-Oeste do País, sobretudo na região de Brasília e Goiânia. "Muitas empresas estão investindo nesses locais em centros de distribuição para abastecer os mercados do Norte e Nordeste do País." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

TAGS