PUBLICIDADE
Notícias

IBGE estima safra maior em 2014 de sorgo, feijão, batata, milho e algodão

10:40 | 10/12/2014
O aumento na estimativa de produção de cinco produtos agrícolas em 2015 resultou numa expectativa ainda maior para a safra de grãos em 2014. O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de novembro do Instituto Brasieliro de Geografia e Estatística (IBGE)apontou uma safra 0,5% maior que a prevista em outubro, com 1 milhão de toneladas a mais, totalizando 194,5 milhões de toneladas ao fim deste ano.

Os aumentos de produção registrados na estimativa de novembro em relação à de outubro foram nas culturas de sorgo (18,3%), feijão 3ª safra (4,4%), batata 2ª safra (1,4%), milho 2ª safra (1,4%) e algodão herbáceo (0,9%). No entanto, houve recuo nas previsões para o trigo (-0,7%), feijão 2ª safra (-1,8%) e laranja (-11,8%).

A estimativa de produção do sorgo saltou 18,3% quando comparada à de outubro, em decorrência dos aumentos de 11,3% da área colhida e de 6,3% no rendimento médio. Goiás, responsável por 52% da produção do País, reviu para cima a estimativa da área plantada em 31,7%, do rendimento médio em 6,4% e da produção em 40,1%.

O algodão encerra a safra com produção de 4.289.612 de toneladas, 0,9% superior à do mês anterior. A Supervisão Estadual de Agropecuária do IBGE reajustou a área plantada e colhida em 17,6% em Goiás e o rendimento em 0,4% no estado, fazendo a produção chegar a 263.539 toneladas, 18,2% a mais que em outubro.

No caso da batata inglesa 2ª safra, a estimativa de produção cresceu 1,4% em comparação ao mês anterior, em decorrência dos aumentos de 1,1% na área colhida e de 0,3% no rendimento médio. Houve reajuste nos dados de São Paulo, onde a produção aumentou 8,2%, em função da elevação de 6,7% na estimativa da área colhida e de 1,3% no rendimento médio.

A produção de milho 2ª safra cresceu 1,4% em relação a outubro, passando a 48.317.601 toneladas. Também houve ajuste na informação de Goiás, com crescimento na área plantada e colhida em 10,9%, totalizando 1.121.097 hectares. O rendimento médio do estado caiu 1,3% passando a ser de 6.244 toneladas /hectare, enquanto a produção totalizou 6.999.950 toneladas.

O feijão 3ª Safra teve aumento de 4,4% na expectativa de produção, ficando em 470.579 toneladas. Também subiu 0,7% a estimativa do rendimento médio e outros 3,7% a área plantada. No entanto, o feijão 2ª safra teve estimativa para a produção 1,8% menor que a de outubro, totalizando 1.352.088 de toneladas.

As severas estiagens ocorridas em São Paulo fizeram com que o rendimento da cultura de laranja fosse afetado, com queda de 16,4%, de 31.097 kg/ha para 26.000 kg/ha. A safra do Estado, maior produtor nacional, diminuiu para 10.193.794 toneladas. Como consequência, a produção nacional recuou 11,8% em relação à previsão de outubro.

Já a safra de trigo será de 7.419.057 de toneladas, 0,7% menor que a do mês anterior. O rendimento médio esperado de 2.662 kg/há caiu 1,3% ante o previsto em outubro.

TAGS