PUBLICIDADE
Notícias

Desemprego cresce com economia desfavorável, avalia a Tendências

10:50 | 19/12/2014
O economista Rafael Bacciotti, da Tendências Consultoria Integrada, destacou na manhã desta sexta-feira, 19, o crescimento na População Economicamente Ativa (PEA) apontado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 0,6% em novembro ante novembro 2013, interrompendo uma sequencia de quedas de 13 meses. Segundo ele, o crescimento da PEA, acima da alta de 0,4% no emprego, trouxe o aumento da taxa de desemprego para 4,8%, ante 4,6% em novembro do ano passado e 4,7% em outubro.

O aumento na PEA e o crescimento com menor dinamismo na renda do trabalhador - de 2,7% novembro, ante 4% em outubro - farão com que mais pessoas busquem emprego, justamente em um ambiente econômico desfavorável, segundo Bacciotti. "A prospecção pelo emprego ocorre com economia estagnada e de baixa dinâmica". Deve contribuir ainda para o crescimento da PEA e, consequentemente, da taxa de desemprego, a busca pelo emprego dos chamados "nem nem", ou seja, das pessoas que nem trabalham e nem estudam, ressaltou Bacciotti.

TAGS