PUBLICIDADE
Notícias

Bolsa de Tóquio fecha em alta ainda em reação a comunicado do Fed

06:50 | 19/12/2014
A Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta sexta-feira, ainda em reação à manutenção de política monetária mais "dovish" do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), que na quarta-feira afirmou que será "paciente" antes de elevar a taxa de juros dos Estados Unidos e manteve a expressão "tempo considerável" em seu comunicado.

Com isso, o índice Nikkei encerrou o dia com ganhos de 2,39%, para 17.621,40 pontos, depois de subir 2,32% na quinta-feira, a primeira sessão após o fim da reunião do Fed. Na semana, a Bolsa de Tóquio acumula alta de 1,4% e, no ano, o avanço chega a 8,2%.

Na avaliação do analista Tatsunori Kawai, estrategista-chefe da kabu.com Securities, o desempenho das bolsas de Nova York na quinta-feira ajudou a sustentar os ganhos observados na capital japonesa. Ontem, o índice Dow Jones fechou em alta de 2,43 e o S&P-500 encerrou a sessão com ganhos de 2,40%.

Segundo ele, os baixos preços do petróleo e a crise na Rússia parecem não preocupar mais tanto, "uma vez que os benefícios da cotação da commodity para as economias desenvolvidas têm compensado os riscos nas nações que dependem das exportações para sustentar suas finanças, então o saldo do efeito no mundo é provavelmente muito bom", explicou.

Ainda assim, o volume de negociações por parte dos investidores estrangeiros têm ficado cada vez menor, pois muitos deles estão se preparando os feriados de Natal e ano novo. "Praticamente, sobram apenas os investidores locais para negociar as ações até o fim do ano", afirmou o diretor de negociações de uma corretora europeia.

Enquanto isso, os investidores seguem na expectativa pelo discurso do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, que nos próximos dias deverá anunciar um pacote de reformas econômicas para a continuação do seu governo.

As companhias financeiras lideram os ganhos nesta sexta-feira. Entre elas, a Nomura fechou com avanço de 3,1% e a Daiwa Securities encerrou com alta de 4,8%. As exportadoras também tiveram um bom desempenho. A Toyota fechou com avanço de 4,3% e a Daikin Industries subiu 3,6%. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS