PUBLICIDADE
Notícias

EPE eleva em R$ 1,8 bilhão os investimentos até 2019

18:00 | 11/11/2014
A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) anunciou nesta terça-feira, 11, que a previsão de investimentos até 2019 na área de transmissão passou a incorporar a construção de dez novas subestações e/ou pátios e aproximadamente 600 quilômetros de linhas de transmissão. Esses projetos, incluídos no Programa de Expansão da Transmissão (PET), demandarão investimento adicional de R$ 1,8 bilhão. A expectativa da EPE é de que a atividade de transmissão receba um total de R$ 16,4 bilhões até o final de 2019, dos quais R$ 12,1 bilhões em linhas de transmissão e R$ 4,3 bilhões em novas subestações e/ou pátios.

O documento divulgado nesta terça-feira, chamado de PET 2014-2019/2.º semestre, é uma atualização de material referente ao mesmo período de 2014-2019 elaborado no primeiro semestre deste ano. Na oportunidade, a EPE projetava investimento total de R$ 22,413 bilhões no período de seis anos, dos quais R$ 13,1 bilhões em linhas de transmissão e R$ 9,3 bilhões em subestações e pátios.

Como o estudo considera apenas obras ainda não licitadas e/ou autorizadas, a EPE explica que aproximadamente R$ 2,4 bilhões em investimentos previstos inicialmente foram retirados da lista após serem licitados no leilão de transmissão realizado em maio passado. Neste mesmo leilão, foram licitadas 12 novas subestações e/ou novos pátios e aproximadamente 2.150 km de linhas de transmissão.

A EPE não detalha se outros projetos deixaram o PET em função do início da construção durante o primeiro semestre de 2014 ou se houve alguma revisão em relação ao cronograma ou prioridade de projetos previstos anteriormente.

Confirmada a projeção da EPE, serão construídos 13.719 km de linhas de transmissão entre o segundo semestre de 2014 e o final de 2019. Também está prevista a construção de 54 subestações e/ou pátios. No primeiro semestre, o balanço da EPE indicava a construção de 15.461 km e 56 subestações até 2019.

TAGS