PUBLICIDADE
Notícias

Alimentos in natura puxam alta do IGP-DI

07:40 | 06/11/2014
Alimentos in natura, soja e milho ficaram mais caros no atacado em outubro, impulsionando o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI). A inflação medida por este indicador subiu 0,59% no mês passado, contra alta de 0,02% em setembro. No sentido contrário, os bovinos seguem desacelerando, enquanto o leite in natura ficou mais barato, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira, 6.

 

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 0,73%, em outubro, contra queda de 0,18% um mês antes. A inflação acelerou em todos os três estágios de processamento. Nos bens finais (0,03% para 0,55%), o principal responsável foi o subgrupo alimentos in natura, que passou de um recuo de 5,66% para alta de 2,65%.

 

Já nas matérias-primas brutas, o índice saiu de queda de 0,55% em setembro para avanço de 1,23% em outubro. A principal influência foi a soja, que subiu 0,40%, após queda de 5,50%. Também ganharam força na passagem do mês café em grão (-0,27% para 7,99%) e milho (-2,05% para 3,80%).

 

No sentido contrário, o leite in natura ficou 0,56% mais barato. Os bovinos, por sua vez, seguiram em tendência de desaceleração. Em outubro, a alta foi de 2,83%, menos que os 3,99% registrados um mês antes. Nas aves, porém, os preços ainda não perderam força, e a alta passou de 2,53% para 3,51% no mês passado.

 

No grupo de bens intermediários, o aumento de preços foi de 0,50%, após recuo de 0,09% em setembro. O principal responsável por este avanço foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura (-0,34% para 0,67%), segundo a FGV.

TAGS