PUBLICIDADE
Notícias

INA com ajuste sobe 0,1% em setembro, diz Fiesp

14:30 | 30/10/2014
O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista subiu 0,1% em setembro ante agosto, na série com ajuste sazonal, informou nesta quinta-feira, 30, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Na mesma base de comparação, na série sem ajuste sazonal, o indicador teve alta de 1,2%. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o INA apresentou queda de 1,8%.

Em nota de divulgação, o diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp e do Ciesp, Paulo Francini, explicou que a ligeira melhora na margem se deve à projeção de alta de 0,5% na Produção Industrial Paulista (PIM-SP), que foi incorporada ao levantamento do indicador das entidades. "A nossa projeção da PIM, a despeito da taxa ruim das outras variáveis, acabou prevalecendo para estabelecer uma variação positiva", afirmou. Mesmo assim, Francini acrescentou que esse movimento ainda não representa um processo de recuperação. Ele manteve a previsão de queda para o desempenho da indústria neste ano em torno de 5,0%.

No acumulado do ano até setembro, o INA registrou recuo de 6,1% em relação a igual período do ano passado e, no acumulado em 12 meses, o indicador teve queda de 5,2%.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) com ajuste sazonal ficou em 79,5% em setembro, de 79,6% em agosto, na série com ajuste sazonal. Na série sem ajuste sazonal, o Nuci ficou em 80,7% em setembro, mesmo nível de agosto.

Revisões

A Fiesp revisou dados do INA de agosto. Na série com ajuste sazonal, em vez de estabilidade na passagem de julho para agosto, como divulgado anteriormente, o INA teve alta de 0,4%. Na série sem ajuste sazonal, a Fiesp revisou o resultado de uma alta de 0,7% para uma elevação de 1,5%.

Sensor

A confiança dos empresários industriais paulistas ficou em 48,5 pontos na pesquisa Sensor de outubro de 2014, ante 48,6 pontos na sondagem de setembro. O indicador busca obter informações da atividade da indústria de transformação durante o mês corrente da coleta de dados.

De acordo com a Fiesp, dos cinco itens que compõem o Sensor, três subiram (Estoque, a 45,7 pontos; Emprego, a 45,2 pontos; e Investimento, a 50,5 pontos) e dois caíram (Mercado, a 50,2 pontos; e Vendas, a 50,7 pontos).

TAGS