PUBLICIDADE
Notícias

Fenaprevi: setor está alinhado a compromissos de Dilma

09:50 | 28/10/2014
A estabilidade econômica e a manutenção do poder de compra que está associado ao controle da inflação são imprescindíveis para que o setor de seguros e previdência se desenvolva e contribua para o crescimento do País, de acordo com Osvaldo Nascimento, presidente da Federação Nacional de Previdência Privada e Seguros (Fenaprevi). O segmento, conforme ele, está alinhado com os compromissos assumidos pela presidente Dilma Rousseff, reeleita nas eleições presidenciais encerradas no último domingo, 26.

"O setor de seguros e previdência está alinhado com os compromissos assumidos pela presidente Dilma, principalmente, na contribuição para o bem-estar da nação e desenvolvimento econômico, mas para isso há condicionantes imprescindíveis, como a estabilidade econômica, preservação do poder de compra associado ao controle da inflação e estabilidade regras", afirmou ele, durante abertura de fórum sobre seguros, em São Paulo.

Sobre a previdência social, Nascimento ressaltou que são necessárias sinalizações, perspectivas e microrreformas para que o segmento possa se readequar quanto à expectativa de vida do cidadão e custeio. "O setor de seguros tem plena condição de contribuir com os compromissos assumidos pela presidente Dilma. O diálogo, ressaltado por ela após a vitória nas eleições, é altamente relevante neste momento", disse ele, acrescentando a importância da atuação do governo na política fiscal e no combate implacável à corrupção, principalmente, na Petrobras.

TAGS