PUBLICIDADE
Notícias

EPE: leilão de energia de reserva é marco no setor

18:30 | 31/10/2014
O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, classificou como um "marco" o resultado do Leilão de Energia de Reserva (LER) 2014 realizado nesta sexta-feira, 31. Para ele, o certame deve ser destacado em vários aspectos, a começar pela ocorrência de 104 rodadas, novo recorde histórico. Nunca um leilão organizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) chegou a ter mais de 80 rodadas.

O leilão também se destacou pelo valor da energia solar contratada no leilão. "Contratamos energia solar a um dos menores preços que se tem conhecimento no mundo, de aproximadamente US$ 90/MWh. Isso coloca o Brasil como uma das fronteiras da expansão da energia solar no mundo", afirmou Tolmasquim em coletiva de imprensa.

O terceiro fato destacado por ele é justamente a contratação de energia gerada a partir de usinas solares, fato inédito no Brasil. "Acredito que o preço da energia solar irá cair", disse. "O leilão foi um marco para o setor elétrico", sintetizou Tolmasquim.

Segundo Tolmasquim, o número de 889,66 MW de capacidade instalada dos projetos solares cuja energia foi contratada no LER de hoje considera capacidade de energia injetada na rede, ou seja, o fator da potência injetada na rede. Considerando os padrões regulares dos leilões brasileiros, esse número sobe para 1.048 MW.

Com isso, a capacidade instalada dos projetos com energia contratada no leilão de hoje sobe do número de 1.658 MW divulgado inicialmente para 1.817 MW, incluindo os 769,1 MW de energia eólica contratada.

TAGS