PUBLICIDADE
Notícias

Anfir: País reduz produção de implementos rodoviários

10:50 | 06/10/2014
A indústria fabricante de implementos rodoviários registrou uma queda de 10,98% na produção e nas vendas no acumulado de janeiro a setembro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2013, conforme dados divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir), nesta segunda-feira,06. Em nove meses, as empresas fabricaram e entregaram ao mercado 116.976 unidades, abaixo dos 131.402 produtos distribuídos entre janeiro e setembro do ano passado.

O segmento que apresentou a maior queda é o de Reboques e semirreboques (Pesado), com a produção de 42.038 unidades, volume 17,85% menor que os 51.174 produtos de igual etapa do ano passado. Já o segmento de Carroceria sobre chassis (Leve) teve recuo de 6,59%, com a produção e a entrega de 74.938 produtos, ante 80.228 unidades de janeiro a setembro de 2013.

A Anfir também retirou a previsão de retração de 10% para 2014. "A dinâmica da economia no período atual impede que se faça qualquer previsão mais precisa", disse o presidente da Anfir, Alcides Braga, salientando que a queda na atividade econômica está muito elevada, com reflexos diretos na venda de implementos rodoviários.

Ele lembra, porém, que alguns sinais macroeconômicos indicam que poderá haver redução nas perdas, como a alta de 0,7% na atividade da indústria, a segunda consecutiva no ano, adotada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para a Anfir, a desejada retomada de atividade econômica no segundo semestre encontrará um ambiente favorável aos negócios do setor de implementos rodoviários, tendo em vista as medidas de financiamento que o governo federal anunciou recentemente, como a ampliação da parcela financiável de implementos rodoviários no programa PSI/Finame e introdução da modalidade de crédito leasing para financiamento de implementos rodoviários, caminhões e demais produtos, no programa Procaminhoneiro. "Essas duas medidas específicas de incentivo ao mercado, baixadas pelo governo, poderão minimizar as perdas da indústria porém sem reverter por completo o quadro de retração", explicou o diretor Executivo da Anfir, Mario Rinaldi.

TAGS