PUBLICIDADE
Notícias

Sócios da Santo Antônio aprovam aporte para pagar dívida

16:50 | 05/09/2014
A Santo Antônio Energia informou nesta sexta-feira, 5, que os acionistas da concessionária aprovaram aporte de R$ 850 milhões para que sejam cumpridos compromissos com o mercado na próxima segunda-feira. A companhia não detalhou se o valor foi repassado pelos sócios em proporção equivalente à participação de cada empresa.

A Santo Antônio Energia, responsável pelo projeto da hidrelétrica Santo Antônio, é uma sociedade formada por Furnas (39%), fundo Caixa FIP Amazônia Energia (20%), Odebrecht Energia (18,6%), SAAG Investimentos (12,4%) e Cemig (10%).

A Santo Antônio Energia deve liquidar, no próximo dia 8 de setembro, dívidas na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) referentes a operações no mercado de curto prazo. "Esta decisão reafirma o compromisso da concessionária e dos seus acionistas com todas as suas obrigações", destacou em nota o presidente da empresa, Eduardo de Melo Pinto.

No mesmo material, a concessionária ressalta que o aporte resolve "momentaneamente" a situação, mas "não significa uma solução definitiva". "Esta deverá vir de uma deliberação nos processos administrativos pela Diretoria da Aneel", salientou a Santo Antônio Energia.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) postergou nesta sexta-feira o julgamento de pedido feito pela concessionária para adiar o início da validade dos contratos de venda de energia de Santo Antônio às distribuidoras. A empresa solicita postergação de 63 dias devido à ocorrência de greves.

O diretor da Aneel, André Pepitone, havia informado mais cedo que a decisão da Aneel não alterava a situação dos compromissos a serem honrados pela Santo Antônio na próxima segunda-feira. "A decisão de hoje poderia mudar os pressupostos da contabilização, mas efetivamente só teria efeito na próxima liquidação", disse Pepitone.

De acordo com ele, uma eventual decisão favorável à concessionária teria efeito na contabilização do mercado em outubro, referente à energia comercializada em agosto. O pagamento previsto para a próxima segunda-feira é referente à energia comercializada em julho.

TAGS