PUBLICIDADE
Notícias

Não hesitaremos em usar relaxamento, diz Kuroda

06:50 | 11/09/2014
O presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, garantiu ao primeiro-ministro do país, Shinzo Abe, nesta quinta-feira, que não hesitará em adotar mais medidas de relaxamento monetário caso a meta de inflação de 2% se torne difícil de ser atingida.

"Disse ao primeiro-ministro que procederei firmemente com as medidas atuais e farei os máximos esforços para atingir a meta", afirmou Kuroda, após almoço no gabinete do chefe do governo japonês. A reunião foi a primeira desde abril.

O encontro, que ocorre algumas vezes durante o ano para discussões sobre a política econômica, chamou a atenção dos investidores, que tentam saber se o presidente da autoridade monetária do Japão está confortável com a desvalorização do iene.

O dólar subiu mais de 5% em relação ao iene desde agosto. Nesta quinta-feira, a moeda renovou o recorde de maior patamar dos últimos 6 anos ao ultrapassar os 107 ienes por dólar. Fonte: Dow Jones Newswires.

TAGS