PUBLICIDADE
Notícias

Expointer de 2014 registra R$ 2,72 bilhões em negócios

11:30 | 08/09/2014
A 37ª Exposição Internacional de Animais, Máquinas, Implementos e Produtos Agropecuários (Expointer) terminou com o saldo de R$ 2,729 bilhões em negócios, informou o governo do Rio Grande do Sul. O evento, considerado o maior do setor na América Latina, foi realizado entre os dias 30 de agosto e 7 de setembro na cidade de Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre. "O agronegócio não vive crise, ao contrário, continua crescendo, afirmou o secretário da Agricultura do RS, Claudio Fioreze.

Até as 15 horas do domingo, 07, a feira somava 445,47 mil visitantes. O número supera o registrado na edição do ano passado, de 384 mil pessoas. Segundo Fioreze, o aumento de público pode ser atribuído à melhora no acesso ao Parque de Exposições Assis Brasil e às adequações estruturais feitas no local.

A Expointer chegou ao fim com R$ 2,713 bilhões em vendas de máquinas, resultado 17% inferior que o de 2013. Apesar da queda, o número foi bem recebido pelo setor. "O ano passado foi atípico, teve uma série de fatores que facilitaram a antecipação dos negócios. E, mesmo assim, nesta edição superamos em 34% o ano de 2012", afirmou o presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers).

Já os resultados no pavilhão da agricultura ultrapassaram os do ano passado, com R$ 1,953 milhão em faturamento. Além disso, as vendas de animais totalizaram R$ 12,419 milhões e o segmento de artesanato teve balanço positivo de R$ 1,400 milhão.

Para o vice-presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, os resultados deste ano impressionam, dado o panorama vivido pelo setor e pelo mercado brasileiro. "O produtor já tomou muito crédito e a conjuntura internacional é desfavorável. Portanto, são números fantásticos. São um recado de confiança do mercado", disse.

Além de reunir produtores e entidades, a Expointer recebeu na semana passada os três principais candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB), que aproveitaram o evento para se aproximar de lideranças do agronegócio e ouvir as reivindicações do setor.

TAGS