PUBLICIDADE
Notícias

Queda maior do IGP-10 em agosto é surpresa, diz Besi

08:50 | 15/08/2014
A queda de 0,55% no IGP-10 de agosto, divulgada nesta sexta-feira, 15, pela Fundação Getulio Vargas, surpreendeu pela queda mais forte dos preços industriais no atacado e pela alta mais branda do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), na avaliação do economista-sênior do Espírito Santo Investment Bank (Besi Brasil), Flávio Serrano. Ele diz que, no próximo mês, o indicador deve apresentar variação positiva.

Serrano projetava uma deflação de 0,35% nos preços industriais no atacado, e a variação negativa foi de 0,43%. "Houve forte contribuição da queda de preços do minério de ferro e de alimentos no âmbito do IPA Industrial", avaliou, ressaltando que a variação negativa de 2,20% nos preços agropecuários no atacado também pesou sobre o índice de preços ao produtor.

Outra surpresa para o economista foi a alta menor do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), de 0,01%, ante projeção de 0,06%. "As diferenças para as estimativas foram a deflação mais forte de transportes (-0,20%) e uma pressão de habitação menor que o projetado", comentou. Na avaliação de Serrano, em setembro, o IGP-10 deve voltar a ter variações positivas, depois de apresentar deflações por três meses. Já o IGP-DI e o IGP-M ainda devem registrar deflação em agosto.

TAGS