PUBLICIDADE
Notícias

Procura de empresas por crédito cresce 15%, diz Serasa

09:20 | 13/08/2014
O Indicador de Demanda das Empresas por Crédito teve alta de 15,0% em julho ante junho, na série sem ajuste sazonal. Ainda segundo a Serasa Experian, em relação a julho de 2013, houve aumento de 1,0% e, no acumulado dos sete primeiros meses do ano, o incremento foi de 2,0%, ante igual período do ano passado.

De acordo com economistas da Serasa Experian, é preciso relativizar o crescimento significativo na relação mensal porque a base comparativa de junho foi baixa devido a feriados e paralisações relativos à Copa do Mundo. "Mesmo assim, o avanço da demanda empresarial por crédito continua bastante moderado quando se compara com os mesmos meses do ano passado e julho não foi exceção a esta regra", dizem, em nota, ressaltando que o cenário de "juros altos, baixo dinamismo econômico e confiança dos empresários deprimida não encoraja a procura por crédito".

Porte

As micro e pequenas empresas foram as que apresentaram maior expansão na busca por financiamento, com alta de 16,0% na comparação mensal, sem ajuste. O crescimento entre as empresas de médio porte foi de 2,2% e, entre as grandes, de 1,3% no mesmo período.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano ante igual período de 2013, o cenário é diferente. As grandes empresas lideram o aumento na procura por crédito, com incremento de 9,0%. O crescimento entre as micro e pequenas empresas foi menor, de 2,2%. Já entre as companhias de médio porte, houve retração de 2,5% na demanda por crédito no período.

Setor

O setor de serviços liderou a alta na busca por crédito em julho ante junho (19,4%), seguido pelo comércio (14,2%). Na indústria a elevação foi mais modesta (3,7%). No acumulado do primeiro semestre, a indústria apresentou alta de 5,6%, seguida pelo setor de serviços, com 4,3%. Apenas o comércio registrou declínio na procura por crédito, com retração de 1,0% nos sete primeiros meses de 2014.

Região

Na abertura dos dados da Serasa Experian, depois de registrarem quedas em junho, todas as regiões do País tiveram alta na busca de empresas por crédito em julho, na série sem ajuste sazonal. A expansão mais expressiva, de 21,5%, foi registrada no Nordeste. No Sudeste a alta foi de 15,7%, no Sul, de 11,9%, no Norte, de 11,8%, e no Centro-Oeste, de 9,4%.

De janeiro e julho de 2014, apesar de taxas positivas, todas as regiões apresentam desaceleração na procura de empresas por crédito. O Centro-Oeste lidera a lista com aumento de 7,0% sobre o mesmo período de 2013. Na mesma base comparativa, o Norte registrou aumento de 6,8% e o Nordeste de 4,0%. Com número menores, Sul (0,9%) e Sudeste (0,4%) encerram a lista.

TAGS