PUBLICIDADE
Notícias

Coutinho: Apoio do BNDES às exportações são em reais

17:15 | 06/08/2014
A crítica ao apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) às exportações é fruto de mal-entendido, pois os financiamentos são em reais e direcionados para empresas brasileiras prestadoras de serviços que incluem insumos de produção nacionais, defendeu-se nesta quarta-feira o presidente da instituição de fomento, Luciano Coutinho.

Segundo o executivo, o apoio a exportações é menos de 4% dos desembolsos do banco e não tira recursos de outros projetos nem deixa de gerar empregos no País. "Isso é um tipo de operação utilizado por todas as economias do mundo. Todos têm 'eximbanks' ou agências de crédito à exportação", afirmou Coutinho, em seminário organizado pela Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas da Fundação Getúlio Vargas (Ebape/FGV), no Rio.

Coutinho respondia a uma pergunta da plateia sobre o financiamento às obras do Porto de Mariel, em Cuba. Referindo-se ao caso em questão, Coutinho destacou que o financiamento do BNDES abrange apenas "a parcela originada de serviços de engenharia e insumos produzidos no Brasil" e que o setor de construção é um dos poucos em que o País tem superávit na balança comercial de serviços. Ainda assim, o apoio com financiamento seria fundamental para competir com as construtoras, especialmente da China, dos Estados Unidos e da Espanha.

TAGS