PUBLICIDADE
Notícias

Abecs diz ser contrária a preço diferenciado no cartão

14:10 | 19/08/2014
A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) disse ser contra a diferenciação no valor de bens e serviços para pagamento no cartão de crédito e em espécie, mas está aberta a debates, segundo Marcelo Noronha, presidente da instituição. "A Abecs sempre participou de audiências públicas, inclusive, no Congresso, e estamos abertos sempre a discutir com organismos de defesa do consumidor e lojistas. Mas a experiência em outros países não foi benéfica para o consumidor nem para o mercado", afirmou ele, nesta terça-feira, 19.

Noronha destacou que essa diferenciação vai de encontro à produtividade dos lojistas e que há ainda questionamentos em relação à formalização da economia, uma vez que os pagamentos feitos no cartão têm confirmação de pagamento e recebimento. Ele reforçou ainda o papel do cartão de crédito, que, além de meio de pagamento, passou a ser ainda um meio de financiamento para o consumidor.

No primeiro semestre, segundo a Abecs, foram financiados bens e serviços novos no montante de R$ 170,3 bilhões, respondendo por 50,1% da carteira total de recursos livres. Nesta conta, disse Noronha, não foram considerados rotativo, fatura refinanciada e compras pagas à vista. O presidente da Abecs lembrou que o projeto que permite a diferenciação de preço no cartão de crédito e no dinheiro caminha para a Câmara e que não há debate a respeito do assunto.

TAGS