PUBLICIDADE
Notícias

Tesouro: dívida pública federal sobe para R$ 2,202 tri

14:40 | 24/07/2014
A Dívida Pública Federal (DPF) apresentou elevação de R$ 80 bilhões (3,77%) em junho ante maio e atingiu R$ 2,202 trilhões, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 24, pelo Tesouro Nacional. O estoque da DPF em maio era de R$ 2,122 trilhões.

A correção de juros no estoque da DPF foi de R$ 15,796 bilhões no mês passado. A DPF inclui a dívida interna e externa. A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) subiu 4,02% e fechou o mês em R$ 2,111 trilhões. A Dívida Pública Federal externa (DPFe) ficou 1,61% menor, somando R$ 91,72 bilhões em junho.

O custo médio da DPF nos últimos 12 meses caiu de 11,29% ao ano, em maio, para 11,05%, encerrados em junho. O custo médio da DPMFi em 12 meses caiu no mesmo período de 11,18% ao ano para 11,17% ao ano.

O prazo médio da DPF caiu de 4,33 anos em maio para 4,23 anos em junho. A parcela da DPF a vencer em 12 meses - que mede a dívida de curto prazo - caiu de 28,07% para 28,00% do total do estoque no mês passado.

Remuneração

Apenas a participação dos títulos atrelados à Selic continuou em junho fora das metas estabelecidas para a DPF, segundo os dados do Tesouro. A parcela de títulos remunerada pela Selic (taxa flutuante) caiu de 19,39% em maio para 19,13% em junho. A banda do Plano Anual de Financiamento (PAF)vai de 14% a 19%. A participação de títulos prefixados subiu de 39,68% em maio para 40,73% em junho, voltando para dentro da banda do PAF que prevê um intervalo de 40% a 44%. A parcela de títulos atrelados à inflação caiu de 36,67% em maio para 36,12% em junho. A banda estabelecida pelo PAF varia de 33% a 37%. O total de papéis corrigidos pela taxa de câmbio passou de 4,25% do total da DPF em maio para 4,02% em junho, dentro da banda do PAF que vai de 3% a 5%.

Participação de estrangeiros na DPMFi

A participação de investidores estrangeiros na DPMFi caiu de 18,22% em maio para 18,17% em junho, totalizando R$ 383,58 bilhões. A participação de estrangeiros em valores absolutos é recorde, segundo os dados do Tesouro Nacional.

O grupo Previdência apresentou uma queda na participação do estoque da DPMFi, passando de 17,32% em maio para 17,08% em junho. As instituições financeiras aumentaram a fatia no estoque de 28,63% em maio para 29,64% em junho. Os papéis nas mãos dos fundos de investimento caíram de 20,98% para 20,75% no período.

TAGS